Reviews

"Da mesma forma que os pianistas-compositores marcaram durante décadas o caminho para a exploração da sonoridade própria do piano para a criação musical, acordeonistas-compositores como o próprio Paulo Jorge Ferreira têm toda a responsabilidade na ampliação do repertório do acordeão."

Teresa Cascudo, musicóloga (2019)


"O excelente desempenho do Remix Ensemble, dirigido por Peter Rundel, possibilitou o registo de uma interpretação de referência desta obra, que contou também com a colaboração do acordeonista Paulo Jorge Ferreira."

Sobre “Inquieta Limina” obra de Luca Francesconi, incluída num disco dedicado ao compositor - Casa da Música Live Recordings

Jornal Ípsilon, 13 Fevereiro 2015


"…um notável acordeonista em qualquer parte do mundo. Paulo Jorge Ferreira sempre acrescentou à sua brilhante técnica de executante uma inteligência de intérprete realmente fora do comum. Tudo indica que irá transformar-se com o tempo e a experiência num dos mais importantes compositores portugueses da sua geração."

António Victorino D’Almeida, pianista e compositor (2008)


"Paulo Jorge Ferreira gravou uma bela seleção de peças, originais e transcritas, para acordeão, um instrumento para o qual tem obviamente uma intuição especial! A música é interessante e muito bem executada; apresenta muitas sonoridades e estilos diferentes, mostrando toda a sua aptidão técnica e musical, além das grandes possibilidades do instrumento. De facto, a sua técnica é muito límpida e precisa nas duas mãos e o som foi muito bem captado pelos técnicos de gravação deste CD, algo que nem sempre é tão frequente num estúdio de gravação! Paulo Jorge Ferreira mostra também as suas próprias qualidades enquanto compositor e arranjador para acordeão. Para mim, bem, eu tenho as minhas peças favoritas, mas você precisará ouvir por si mesmo e selecionar as suas! O cd vale o seu tempo para fazer a descoberta destes “Percursos”. Você vai divertir-se."

About solo CD “Percursos” - Prof. Joan Sammers (President of Accordionists and Teachers Guild International)


"O Paulo Jorge falava do acordeão como se se tratasse de um filho nascido no meio de uma revolução"

notas de programa CD “Percursos”, Carlos Semedo


"…aqui brilhou o acordeão de Paulo Jorge Ferreira, numa voz modulada e insinuante, que se revelou o idioma mais genuíno de uma música sincopada e deslizante, feita de carícia e de raiva, de paixão.”

Concerto “Música de um Sem-Abrigo” Teatro Rivoli, Porto
Intérpretes: Maria João Pires (piano) e Paulo Jorge Ferreira (acordeão)

Jornal Público / Fernando C. Lapa, 28 Dezembro 2000


"Um jovem artista, no programa de televisão «Ouvir e Falar» do maestro António Victorino d'Almeida. Uma verdadeira revelação. Apresentou-se a concurso com uma peça de grande dificuldade e responsabilidade. Tirou do seu acordeão estranhas, belíssimas sonoridades. E deixou atrás de si um rasto de simpatia, de simplicidade."

Revista “TV Mais” - 9 Outubro 1993


"La audición de Paulo Jorge Ferreira fue sin lugar a dudas algo fuera de serie, ya que nunca habíamos escuchado a un acordeonistade su categoria en concierto con una cuidadosa selección de obras dei género clásico."

Ocho Columnas – Cultura / Ana Delia Sarrazin - Guadalajara Outubro 1990 (Mexico)